FUTEBOL DE RUA

O ano de 2015 foi marcado pela chegada do futebol na Agência Enkel. Só que se a criatividade é a nossa missão, não poderíamos falar daquele toque de bola convencional, com craques consagrados, os holofotes dessa vez voltaram-se para as ruas e desbravamos o país e América Latina com a delegação brasileira de futebol de rua.

Como assim futebol de RUA?

Estamos falando exatamente daquela partida que todo brasileiro e brasileira se acostumou a praticar, aquela jogada com chinelos ou descalço mesmo para poder garantir a trave, em que as regras básicas são definidas na troca de ideias e é só chegar e mandar ver na habilidade para fazer parte.

Conhecido pelos hermanos como Fútbol Callejero, esse jeito irreverente e habitual de praticar o futebol foi transformado em metodologia pelo ex-jogador de futebol argentino, Fabian Ferraro, inspirado nas práticas realizadas em alguns bairros empobrecidos da Argentina, que utilizam do futebol para resolução de conflitos que surgiam dentro das comunidades.

A partir disso, Ferraro desenvolveu uma forma de se jogar futebol em 3 tempos. No primeiro, as equipes, que podem ser formados sem distinção de gênero ou idade, definem as regras. Não há juízes. No segundo tempo, a partida é disputada de acordo com as regras estabelecidas. Já no terceiro tempo, as equipes se reúnem e contabilizam os pontos obtidos e então se define o vencedor.

Copa América de Futebol de Rua

885510_469774159844048_1700147216522911544_o

Após a realização, em 2014, do Mundial de Futebol de Rua, jovens mediadores de oito polos que já praticavam o futebol de rua em São Paulo embarcaram rumo a Argentina e conquistaram a Copa América de Fútbol Callejero em terras portenhas. E a Agência Enkel esteve junto, desenvolvemos a marca e a identidade visual dessa equipe campeã e solidária e, como não poderia deixar de ser, o manto sagrado dessa delegação.

A equipe brasileira foi um dos times que integrou o conjunto de delegações continentais, ao lado de Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, El Salvador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, Paraguai, Peru e Uruguai. Além da Catalunya, equipe europeia que foi uma das convidadas especiais do encontro.

A delegação brasileira foi resultado da união de jovens mediadores(as) esportivos(as), formados(as) em seus polos desde o período do Mundial de Futebol de Rua. A atuação desses garotos e garotas acontece em suas organizações de origem, como lideranças e articuladores de encontros regulares de Futebol de Rua, no qual os participantes são crianças, adolescentes, jovens e adultos.

Rede Paulista de Futebol de Rua

distintivo_rpfr

E como a brincadeira já estava mais do que séria, seguimos na parceria e, ao retornar da Argentina, acompanhamos a ampliação dos sonhos desses jovens. O futebol de rua promete ocupar todas as ruas brasileiras enquanto metodologia e se consolida por aqui no Brasil com a Rede Paulista de Futebol de Rua, iniciativa na qual também desenvolvemos a identidade visual dessa equipe consagrada por quem mais entende de futebol: nós, os torcedores.

Dá só uma olhada na garra desses meninos e meninas!